Noticias - Como administrar no tempo das vacas magras? | Comunidade Tempo de Conquista


 
 

      Espiritual   •  Matérias

Como administrar no tempo das vacas magras?


Como administrar no tempo das vacas magras?

Primeira: O trigo faltou em todo Egito e somente Faraó tinha armazenado as vacas gordas seguindo a orientação de José. As pessoas usam os recursos financeiros para comprar o trigo.

Segunda: O dinheiro acaba e José pede seus cavalos, vacas, ovelhas e jumentos (bem móvel). Por qual razão quero ter dois gados se não tenho trigo? Nos dias de hoje: por qual razão quero ter dois carros (ou mesmo um) se não tenho recursos financeiros? Pior é quando este é financiado e não foi paga nem a metade. Algumas crises só serão geridas se houver mudança radical de comportamento.

Terceira: Os cavalos, vacas, ovelhas e jumentos (bem móvel) acabaram, foram todos usados na compra do trigo para se alimentarem. Então, o que restou foi o bem imóvel (as terras). Para aplicação nos dias de hoje, teríamos a opção de refinanciar ou, numa ação mais radical, fazer o distrato do financiamento.

Quarta: Acabaram as terras e as pessoas se tornaram escravas. Óbvio que esta sugestão não se aplicaria ao nosso tempo, pois temos a liberdade concedida desde 1888.

No entanto, um ponto é importante ressaltar: eles usaram a mão de obra para gerar riquezas sobre as sementes que José concedeu. Todos receberam um dom específico e, com este, serão capazes de gerar riquezas. Pode ser um esforço braçal ou mesmo intelectual.

Para aqueles que vivem um tempo de “vacas magras”, as lições de administração sugeridas por José podem ser úteis para passarmos pela crise financeira. O paradoxo deste cenário é que a dívida por si só já nos coloca em uma situação de escravo, conforme descrita em provérbios 22.7: “O devedor é escravo do credor”. Como consultor, tenho acompanhado algumas famílias na reestruturação financeira e, em tempo de “vacas magras”, é necessário fazer mudanças radicais.

Um ponto importante destacado no verso 18, do capítulo 47: “(…) não ocultaremos ao meu senhor que o dinheiro acabou (…)”. A honestidade das pessoas diante da realidade financeira que estavam vivendo foi importante para receberem de José um novo direcionamento.

Reflita e utilize as lições apresentadas pelo administrador José do Egito para usar em tempo de “vacas magras”. Cuidem bem dos seus números, pois eles dizem muito sobre você, e lembre-se: o dízimo é primordial, entregue-o
para que a bênção seja estabelecida em seu lar.

fonte,lagoinha.com




Voltar




Copyright Grupo Alphanet Hosting @ 2018

Tel: (021) 9825.10653 - Nova Iguaçú - RJ
chefefatima@uol.com.br


  • Facebook
  • Twitter
  • Google +
  • Youtube